Inovação

Inspirada em Lost, Pecado Mortal mostra realidade paralela

MICHEL ANGELO/RECORD

O ator Fernando Pavão, que vive Carlão na novela Pecado Mortal, da Record - MICHEL ANGELO/RECORD

O ator Fernando Pavão, que vive Carlão na novela Pecado Mortal, da Record

MÁRCIA PEREIRA - Publicado em 16/12/2013, às 14h07 - Atualizado em 17/12/2013, às 17h27

No próximo dia 23, a novela Pecado Mortal, da Record, terá um capítulo com realidade paralela. Inspirado em filmes (A Felicidade Não se Compra, 1964) e séries como Lost e Mad Men, o autor Carlos Lombardi vai mostrar como seria a vida de vários personagens se Carlão (Fernando Pavão), o protagonista da trama, tivesse se tornado bicheiro e não um hippie.

Na trama, o nome verdadeiro de Carlão é Marco Antônio, filho do bicheiro Michele (Luiz Guilherme), que rejeita a contravenção e discorda de atitudes do pai. Vendo-se obrigado a virar bicheiro, Marco Antônio sai de casa, abandona a família e vira o hippie Carlão.

Na noite de Natal da novela, Carlão janta sozinho após brigar com a mulher, Patrícia (Simone Spoladore). Ele adormece e sonha com uma vida completamente diferente da que tem. No sonho, ele é Marco Antônio, está casado com Doroteia (Paloma Duarte) e é pai de uma menina, chamada Rafaela.

“Resolvi fazer uma fantasia simples, mas que vai deixar dúvidas no ar. Criei esse capítulo porque é uma noite especial e para matar a curiosidade do público, que gostaria de saber como Marco Antônio seria se não existisse o Carlão”, conta o autor da trama, Carlos Lombardi.

Na realidade paralela, Marco Antônio toma conta do jogo do bicho após a morte de Michele. Patrícia deixa o cargo de promotora e se casa com Laerte (Ricardo Duque). Ela tem dois filhos, mas vive uma vida infeliz como dona de casa.

As gravações desse capítulo especial começaram ontem (16) no RecNov, no Rio de Janeiro. “O público vai ver como poucos acontecimentos mudariam totalmente a vida dos personagens. Vamos mostrar também o que é destino e o que não é”, diz ele em tom de mistério.

Outro personagem a ter uma realidade paralela retratada será Picasso (Vitor Hugo), que sabendo sua origem, diferentemente do que a novela apresentou até agora, é um detetive honesto e tranquilo, que luta contra o tráfico de cocaína. No sonho de Carlão, Picasso vai dizer a Marco Antônio que o ódio que tinha dele passou quando Michele o reconheceu como filho.

Na sequência, Marco Antônio e Patrícia se conhecem na delegacia e ficam interessados um pelo outro. Aí, Carlão acorda do sonho e percebe que nada mudou. “No capítulo seguinte, do dia 24, retomamos do ponto onde a história parou”, avisa Lombardi.


► Curta o Notícias da TV no Facebook e fique por dentro de tudo na televisão

Compartilhar no Facebook
Compartilhar no Twitter

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

 

+ Lidas

Bloco de Notas

Globosat Play cresce

A ex-ginasta Nadia Comaneci, comentarista do SporTV na Olimpíada Rio 2016 - Reprodução/SporTV A Olimpíada gerou aumento de 293% no consumo de conteúdo ao vivo do Globosat Play, plataforma que leva as produções dos canais Globosat para aplicativos de celulares e TVs conectadas. O crescimento ocorreu entre os ... Leia +

Leia todas as notas

Enquete

Na sua opinião, qual a melhor série que estreou no meio deste ano?

Redes sociais

Últimas notícias