Novela das sete

Deus Salve o Rei: Afonso recebe pena de morte após perder guerra para irmão

Reprodução/TV Globo

Afonso (Romulo Estrela) será preso a mando do próprio irmão em cena de Deus Salve o Rei - Reprodução/TV Globo

Afonso (Romulo Estrela) será preso a mando do próprio irmão em cena de Deus Salve o Rei

ODARA GALLO - Publicado em 02/03/2018, às 05h50

Afonso (Romulo Estrela) virará prisioneiro do próprio irmão após perder a guerra entre Montemor e Artena em Deus Salve o Rei. Rodolfo (Johnny Massaro) o manterá na masmorra por ter lutado contra o reino, sem saber que a condenação para a traição é o enforcamento. O monarca ficará desesperado ao ser alertado por Cássio (Caio Blat) sobre a pena capital que deve ser aplicada ao desertor e tentará reverter a decisão.

Altivo após a vitória na guerra, que será deflagrada pela decisão de Catarina (Bruna Marquezine) de cortar o fornecimento de água, Rodolfo enfrentará o irmão e o criticará pela decisão de defender o exército do reino vizinho.

"Veja aonde suas escolhas o levaram, Afonso. Trocou a coroa por uma plebeia, lutou por Artena e por Augusto [Marco Nanini], contra seu irmão. E terminou aqui", tripudiará. "Você continua se achando mais inteligente e mais esperto do que eu?", continuará Rodolfo.

"Sinto-me apenas um tanto incompetente. Pois falhei gravemente como irmão mais velho. Falhei ao lhe ensinar alguns valores", retrucará o ex-príncipe.

"Você enche a boca para falar de honra, justiça, mas você nunca ligou para o povo. Foi criado para ser rei, mas virou as costas ao seu reino. Ao contrário de mim, que estou levando Montemor a um período de glória jamais visto", afirmará o rei, antes de levar o marido de Amália (Marina Ruy Barbosa) preso.

De volta ao seu reino, na sala do trono, Rodolfo dirá a Cássio que não pretende manter o irmão na masmorra por muito tempo. "O perdoarei! Apesar de tudo que ele fez contra mim e contra Montemor", anunciará.

"Mas não agora. Afonso manchou de todas as maneiras possíveis o nome de nossa família. Merece aprender uma lição. Pretendo deixá-lo preso por mais algum tempo. E, depois, provando que sou um rei bom e justo, vou libertá-lo para que possa viver a vidinha que escolheu, lá ao lado daquela plebeia", continuará ele.

Só então Cássio revelará que a lei de Montemor prevê que os atos de Afonso sejam punidos com a morte.

"Creio que vossa majestade não compreende a gravidade da situação. Afonso foi preso sob a acusação de traição. E a pena prevista para esse caso, de acordo com a lei, é a pena de morte. Afonso deverá ser enforcado", informará o comandante do exército.

"Muito simples de resolver: eu sou o rei. Eu mandei prender Afonso. Agora eu ordeno que o soltem", tentará reverter o monarca. "Infelizmente, não é tão simples quanto parece. Vosso irmão foi publicamente acusado de traição. De modo que, agora, nem mesmo vossa majestade poderá ignorar a lei", explicará Cássio.

A notícia deixará o marido de Lucrécia (Tatá Werneck) furioso, e ele jogará a culpa no comandante. "Pensei que você fosse mais amigo do meu irmão. Nunca imaginei que se empenharia tanto em mandá-lo para a forca", acusará.

"Apenas cumpro com meu dever de vos aconselhar da forma mais isenta possível, majestade. E vos afirmo: se me fosse permitido, trocaria eu próprio de lugar com ele", retrucará o personagem de Caio Blat, ofendido.

"Muito bem, está decidido. A minha posição final sobre esta questão é: não sei o que fazer. Sendo assim, delego a dúvida real a vocês três. O problema agora já não é mais meu. Boa sorte", disparará Rodolfo para Cássio, Orlando (Daniel Warren) e Petrônio (Leandro Daniel).

A cena está prevista para ir ao ar no capítulo do dia 9 de Deus Salve o Rei.

Leia também

 

 

Últimas de Deus Salve o Rei

Enquete

Quem deve ter o pior final em Deus Salve o Rei?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook