Novela das onze

Aos 74 anos, Susana Vieira revela como encara cenas de sexo: 'Parto para cima'

Fotos Maurício Fidalgo/TV Globo

Cora (Susana Vieira) seduzirá bookmaker para não pagar dívida em Os Dias Eram Assim - Fotos Maurício Fidalgo/TV Globo

Cora (Susana Vieira) seduzirá bookmaker para não pagar dívida em Os Dias Eram Assim

MÁRCIA PEREIRA, enviada ao Rio de Janeiro - Publicado em 20/04/2017, às 06h21

Aos 74 anos, Susana Vieira terá cenas de nudez em Os Dias Eram Assim, nova novela das onze da Globo. A atriz afirma que tirar a roupa no estúdio não é um problema. "Parto para cima", diz. Julio Machado, que faz o bookmaker Marcos, será parceiro da veterana nas sequências de sexo.

Chique na pele da falida Cora, Susana adianta que sua personagem não tem pudor nas tramoias que arma com o filho, Vitor (Daniel de Oliveira), e muito menos em ir para a cama para pagar dívida. Ela é viciada em apostas em corridas de cavalo e perderá muito dinheiro.

"Para o homem, tirar a roupa em novela é muito mais difícil. Eu não sei qual o problema do homem de tirar a roupa no estúdio, porque eles ficam muito mais sem graça do que as mulheres. Existe uma vergonha de mostrar os órgãos, eu acho", comenta, aos risos.

"Julio gravou parte das cenas de cueca, mas eu não tenho de ficar falando dessas intimidades, né? Ele nunca tinha feito cena assim na TV", entrega.

Machado está em sua terceira novela. Ele estreou em 2014 em Império, como Jairo. Depois, o ator fez uma participação na primeira fase de Velho Chico (2016), como o jagunço Clemente.

O bookmaker Marcos (Julio Machado) transará com Cora (Susana Vieira) na novela das onze

Língua afiada
Susana chama a nudez de "peladez" e se diverte dizendo que é mais fácil do que falar os absurdos do texto de Cora. Ela é uma vilã com língua ferina, uma mulher que não mede as consequências.

Suas principais pérolas serão para reclamar das atitudes de Alice (Sophie Charlotte), que trocará seu filho por um médico "comunista de merda" _como ela vai se referir a Renato (Renato Góes).

A atriz afirma que nos anos 1970, período retratado na novela das onze, estava focada na profissão, nos movimentos culturais e não se envolveu com política.

"Era a época do morro da Gal [Costa], do Caetano [Veloso] começando, da Leila Diniz barriguda na praia com a gente. Não existia essa historinha de tomar sol só até às dez da manhã, a gente ficava até às cinco da tarde. Ninguém tinha câncer de pele. Não tinha esse comportamento atual, politicamente correto. Éramos mais livres."

No ar também na reprise de Senhora do Destino (2004), no Vale a Pena Ver de Novo, ela diz que o sucesso de seus personagens se deve aos autores e aos colegas de cena.

"Eu não tenho modéstia, não. Mas a verdade é que só pego gente boa. Essa novela eu estava cercada de ótimos atores. Agora com o Daniel de Oliveira vai ser um espetáculo também, esse menino me interessa", fala.

Lista completa de Os Dias Eram Assim

Últimas de Os Dias Eram Assim

Outras novelas

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

 

+ Lidas

Bloco de Notas

Hilary Swank na TV

A atriz Hilary Swank no filme de faroeste Dívida de Honra, lançado em 2014 - Divulgação/Roadside Attractions A atriz Hilary Swank, duas vezes vencedora do Oscar, será uma das protagonistas de Trust, minissérie do canal FX programada para estrear em janeiro de 2018. O drama de dez episódios narrará o sequestro de ... Leia +

Leia todas as notas

Enquete

Qual é o maior problema do Dancing Brasil?

Redes sociais

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook