Boom!

Na era do streaming, norte-americanos passam metade do dia vendo TV

Divulgação/Netflix

Os atores Robin Wright e Kevin Spacey em cena da quinta temporada de House of Cards - Divulgação/Netflix

Os atores Robin Wright e Kevin Spacey em cena da quinta temporada de House of Cards

REDAÇÃO - Publicado em 04/08/2017, às 15h24

Na temporada 2016-2017, os norte-americanos passaram 79 horas por semana, ou mais de 11 horas por dia, consumindo vídeo no televisor, no computador, no tablet e no celular. É um índice 39% maior que o registrado em 2002. Na era do streaming, o telespectador passa metade do dia ligado em esportes, notícias, séries e filmes.

Os dados foram divulgados nesta sexta-feira (4) pelo vice-presidente sênior da Nielsen, Brian Fuhrer, em painel do instituto de pesquisa no TCA (Associação dos Críticos de Televisão dos Estados Unidos).

O executivo mostrou a força dos serviços de streaming na vida do telespectador. Seis de cada dez residências com TV nos EUA têm condição de assinar algum tipo de plataforma que oferece esse serviço. A Netflix está presente em 53% das casas, bem à frente da rival Amazon, com seu Prime Vídeo (31%), e da Hulu (13%).

Brian Fuhrer, vice-presidente sênior da Nielsen

Quatorze por cento dos telespectadores assistem streaming no televisor, e a Netflix lidera a preferência, com 50% do consumo, quatro vezes mais do que o YouTube (11%); a Hulu é a terceira (7%). A ausência do Prime Vídeo nessa lista se justifica: a plataforma está disponível apenas em alguns modelos da LG e da Samsung.

Números inéditos
Furher deu uma pequena prévia de um estudo pedido há muito tempo pelas redes e canais da TV norte-americana: a medição de audiência fora de casa. A Nielsen fez uma pesquisa entre janeiro e maio deste ano e constatou que esporte é o tipo de atração mais assistida "na rua".

Entre os adultos de 18 a 34 anos, o consumo de esportes ao vivo contribui em 8% na audiência somada com o público que vê algum jogo em casa.

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

 

Notícias da TV Recomenda

Liga da Justiça

Liga da Justiça

Ficha técnica: Justice League. EUA/Reino Unido, 2017, 119 min. Direção: Zack Snyder, Joss Whedon. Elenco: Ben Affleck, Henry Cavill, Gal Gadot, Jason Momoa, Ezra Miller, Ray Fisher, Amy Adams, Jeremy Irons, Ciarán Hinds. Disponível no Now.

Sinopse: Depois do sacrifício de Clark Kent (Cavill) durante o embate entre os dois, Bruce Wayne (Affleck) recupera sua fé na humanidade e, com a ajuda da amazona Diana (Gal), forma um grupo de heróis com habilidades especiais para enfrentar a ameaça intergaláctica do Lobo da Estepe (Hinds).

Por que assistir: Esperado há décadas por fãs de histórias em quadrinhos e super-heróis, o longa reúne os três nomes mais conhecidos do gênero, Batman, Superman e Mulher-Maravilha, em uma aventura de tirar o fôlego. Para quebrar o clima sombrio de filmes anteriores, o divertido Flash (Miller) surge como alívio cômico. Até o desprezado Aquaman (Momoa), sempre motivo de piadas, ganha destaque em sua primeira aparição relevante nas telonas.

Assista agora no NOW

+ Lidas

Bloco de Notas

Vingança de sucesso

Rafael Cardoso e Bianca Bin no centésimo capítulo de O Outro Lado do Paraíso - Reprodução/TV Globo O Outro Lado do Paraíso chegou ontem (15) ao capítulo de número 100 com média de 35,8 pontos na Grande São Paulo. É o melhor desempenho de uma novela das nove em 100 episódios desde ... Leia +

Leia todas as notas

Enquete

Depois de Ana Paula, quem merece sair do BBB com maior rejeição?

Redes sociais

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook