NETLABTV

Em alta, mercado nacional de séries investe na descoberta de novos talentos

Divulgação/Bryan & Nat

Bryan Ruffo e Natalia Milano, criadores e atores da série Bryan & Nat 1/3, vencedora do NetLabTV - Divulgação/Bryan & Nat

Bryan Ruffo e Natalia Milano, criadores e atores da série Bryan & Nat 1/3, vencedora do NetLabTV

LUCIANO GUARALDO - Publicado em 25/04/2018, às 04h59

Nunca se produziu tantas séries no mundo. Nem no Brasil. A chamada Lei da TV Paga, em vigor desde 2012 e que criou uma cota de produções nacionais no horário nobre dos canais por assinatura, movimentou o audiovisual brasileiro e disparou o mercado. Para dar conta da demanda, é preciso descobrir novos talentos.

Até nomes que fizeram história no cinema, como Breno Silveira, diretor de 2 Filhos de Francisco (2005), perceberam o potencial da TV e migraram para a telinha. "O futuro do audiovisual está na televisão", previu ele durante uma master class realizada dentro do projeto NetLabTV.

Patrocinado pelo Instituto Net Claro Embratel, o NetLabTV tem como objetivo justamente descobrir novos roteiristas e incentivar talentos a investirem na área.

Com formato de concurso, o projeto recebeu 785 inscrições de ideias para séries de ficção, não ficção e para redes sociais. Os vencedores participam de encontros com diretores de canais e assistem a seminários de nomes como o próprio Silveira, a roteirista Elizabeth Devine (de CSI) e o showrunner David Zabel (de Plantão Médico).

"Quando montamos o projeto, em 2013, já era uma tentativa de ajudar a produção nacional. E de ir além da Lei da TV Paga, porque nossos canais já cumpriam todas as cotas", explica Fernando Magalhães, diretor de programação da Net.

O contato direto com a operadora de TV paga também estreita laços com os canais. "O fato de termos contato com programadoras ajuda muito. Abre portas, e funcionamos como ponte entre o roteirista e o universo da programação", explica Daniely Gomiero, vice-presidente de projetos do Instituto Net Claro Embratel e responsável pela área de responsabilidade social corporativa.

As edições anteriores do NetLabTV foram realizadas em 2013 e 2014, e renderam dois projetos: Dia 1, reality de Patrícia Leme e Bruno Souto, exibido pela HBO em 2016; e A Bênção, série de ficção de Leo Garcia, Frederico Ruas e Pedro Marques Ares, que está sendo produzida pela Coelho Voador para o Canal Brasil.

De lá para cá, os próprios organizadores já percebem uma evolução no mercado. "Quando estávamos montando a programação do primeiro evento, a gente não tinha nenhum case nacional para mostrar, tivemos que trazer uma roteirista dos Estados Unidos. Agora, temos 500 milhões de exemplos de sucesso", exagera Magalhães.

Os vencedores
As propostas dos ganhadores são muito diferentes. Call Center é sobre uma gerente de um departamento de reclamações que precisa lidar com o fato de que todos os seus funcionários pediram demissão depois de ganharem na Mega Sena.

Habeas Corpus é uma série jurídica sobre pai e filho advogados que têm ideias bem diferentes sobre o conceito de justiça. Impulso, por sua vez, é um drama sobre uma policial especialista em negociação de reféns e suicidas que lida com a própria depressão após a morte da filha.

Já Bryan & Nat 1/3 é baseado na história real de um casal de jovens roteiristas, no qual cada episódio mostrará um ano do relacionamento amoroso dos dois.

 

 

Enquete

O que você está achando de Segundo Sol?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook