FOLIA SEM AGITO

Titanic, Gladiador e Transformers: sete filmes carnavalescos para curtir no sofá

Imagens: Divulgação

Os atores Leonardo DiCaprio e Kate Winslet em cena de Titanic, filme ganhador de 11 Oscars - Imagens: Divulgação

Os atores Leonardo DiCaprio e Kate Winslet em cena de Titanic, filme ganhador de 11 Oscars

LUCIANO GUARALDO - Publicado em 24/02/2017, às 04h56

Para os fãs de Carnaval, os próximos dias vão ser de bloquinhos de rua e desfiles de escolas de samba madrugada adentro. Mas quem deseja fugir da folia e passar o feriado prolongado no sofá também tem opções de sobra. E, como o fim de semana também é de entrega do Oscar, por que não unir os dois eventos e fazer uma maratona de filmes premiados?

Como um bom enredo é fundamental para um desfile vitorioso, nada mais justo que começar a maratona com um dos maiores vencedores da história do Oscar. Titanic (1997) levou 11 estatuetas, inclusive a de melhor filme, e a trama que mostra o amor da ricaça Rose (Kate Winslet) com o pobretão Jack (Leonardo DiCaprio) a bordo de um transatlântico prestes a afundar manteria o público atento em todo o sambódromo.

Um desfile sobre Titanic teria uma ala com os passageiros mais simples, outra com os novos ricos liderados por Molly Brown (Kathy Bates) e uma terceira com a tripulação. O carro abre-alas representaria o navio, mas outra alegoria faria menção ao iceberg que destruiu a embarcação. Já a bateria seria uma homenagem aos músicos que não pararam de tocar enquanto o navio afundava. Titanic está disponível no Telecine On Demand e no Now (Net e Claro). 

Johnny Depp e Mia Wasikowska no longa Alice no País das Maravilhas: figurino premiado

No quesito fantasias, a nota máxima vai para Alice no País das Maravilhas (2010), filme dirigido por Tim Burton que ganhou dois Oscars: melhor figurino e direção de arte. A produção que conta a história de Alice (Mia Wasikowska), uma jovem independente na Inglaterra vitoriana que é transportada ao País das Maravilhas e precisa derrotar o monstro Jaguadarte para devolver o trono à Rainha Branca (Anne Hathaway).

Como em todos os filmes de Burton, o visual é um dos principais atrativos, e as roupas usadas por Alice, pelo Chapeleiro Maluco (Johnny Depp) e pela Rainha Vermelha (Helena Bonham Carter) renderiam ótimas fantasias para um desfile temático _complicado seria reproduzir a cabeça gigante da monarca vilã. O longa será exibido duas vezes no Telecine Pipoca durante o feriado prolongado: no sábado (25), às 13h45; e na segunda (27), às 7h30. 

Shia LaBeouf e Megan Fox com o robô gigante Optimus Prime em cena do filme Transformers

Mas um bom enredo e fantasias atrativas não fazem um bom desfile sozinhos. Para garantir boas notas, as alegorias precisam estar grandiosas, interativas e cheias de estilo. E, se o quesito são carros alegóricos gigantes, não há ninguém mais merecedor das marcações máximas que os robôs de Transformers (2007). O herói Optimus Prime e o vilão Megatron só podem ter saído da mente de um carnavalesco bem criativo...

O longa, baseado em uma linha de brinquedos com robôs que se transformam em carros, foi indicado aos Oscars de edição de som, mixagem de som e efeitos visuais. Não levou nenhum, mas foi o grande vitorioso da Sociedade dos Efeitos Visuais, com quatro troféus, inclusive o de melhores efeitos especiais. Transformers será exibido nesta sexta (24), às 9h05, no Telecine Pipoca; sua sequência, A Vingança dos Derrotados (2009), está na grade do Telecine Action em duas exibições no feriado: sábado (25), à 0h05, e domingo (26), às 14h55. 

Jean Dujardin e Bérénice Bejo dançam em O Artista, longa que venceu cinco Oscars em 2012

Na comissão de frente, responsável por abrir o desfile, um longa que relata os primórdios do cinema: O Artista (2011), ganhador de cinco Oscars, inclusive melhor filme e melhor ator. A premiada história gira em torno de George Valentin (Jean Dujardin), um astro do cinema mudo que entra em decadência com o desenvolvimento dos filmes sonoros.

As coreografias apresentadas por Valentin e sua parceira Peppy Miller (Bérénice Bejo) caberiam perfeitamente na comissão de frente, o setor que apresenta as danças mais elaboradas de um desfile. O Artista está disponível no serviço HBO On Demand e na Netflix.

Patrick Swayze levanta Jennifer Grey em um dos momentos icônicos do filme Dirty Dancing

Para colocar todo mundo para dançar, o samba-enredo precisa ser bom e ficar na ponta da língua. O mérito vai para (I’ve Had) The Time of my Life, tema do filme Dirty Dancing – Ritmo Quente (1987), que ganhou o Oscar e o Globo de Ouro de melhor canção original.

Três décadas depois de seu lançamento, The Time of my Life ainda gruda na cabeça e faz todo mundo sonhar em repetir os passos do professor de dança Johnny (Patrick Swayze) e da riquinha mimada Baby (Jennifer Grey), que vivem um romance proibido e bem musical. O filme será exibido na madrugada de sábado (25) para domingo (26), às 2h15, no Telecine Cult _um horário bem adequado para quem quer fugir dos desfiles de Carnaval.

Russell Crowe em Gladiador e Natalie Portman em Cisne Negro: roupas diferentes e prêmios

Para os postos de mestre-sala e porta-bandeira, um casal nada convencional: Maximus Decimus Meridius (Russell Crowe), de Gladiador (2000), faz parceria com a bailarina Nina Sayers (Natalie Portman), de Cisne Negro (2010). As roupas características chamariam a atenção em um desfile, assim como as personalidades fortes dos personagens, que renderam a seus intérpretes os Oscars de melhor ator e melhor atriz.

A presença do gladiador é para fazer justiça à máxima de que todo desfile de escola de samba precisa passar pelo Egito, pela Grécia ou por Roma em algum momento _Maximus leva os foliões diretamente para a Roma Antiga, com direito a um duelo com o imperador Commodus (Joaquin Phoenix) em pleno Coliseu. Gladiador está disponível no Telecine Play.

Já Nina vai carregar a leveza dos passos de balé para o Sambódromo _Cisne Negro está na programação do Telecine Touch e vai ao ar nesta sexta (24), às 15h45. A bailarina só precisa controlar seu ciúme e não se intimidar com Lily (Mila Kunis), outra dançarina de sua companhia que ameaça tomar seu lugar na posição de maior destaque. Afinal, a festa e o brilho não podem perder espaço para a confusão!


► Curta o Notícias da TV no Facebook e fique por dentro de tudo na televisão

► Siga o Notícias da TV no Twitter: @danielkastro

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

 

Notícias da TV Recomenda

Vitória: A Vida de uma Rainha

Vitória: A Vida de uma Rainha

Ficha técnica: Drama, Inglaterra, 2016. Criação: Daisy Goodwin. Elenco: Jenna Coleman, Tom Hughes, Peter Bowles, Eve Myles, Rufus Sewell. Disponível no Now.

Sinopse: Monarca mais importante do Reino Unido, a rainha Vitória (Jenna Coleman) é tema de uma série que mostra seu reinado a partir da chegada ao trono, aos 18 anos, e seu relacionamento com o primeiro-ministro Lord Melbourne (Rufus Sewell) e o casamento com o príncipe Albert (Tom Hughes). Suas duas únicas temporadas (até agora) só estão disponíveis em vídeo sob demanda.

Por que assistir: Indicada a dois Emmys e eleita melhor drama no Festival de Monte-Carlo, a produção impressiona pela reconstituição primorosa da era vitoriana, com belos cenários e figurinos. Nos Estados Unidos e na Inglaterra, críticos classificaram a série como a sucessora natural da premiada Downton Abbey (2010-2015). A atriz Jenna Coleman, querida pelos fãs de Doctor Who, brilha na pele da monarca.

Assista agora no NOW

+ Lidas

Bloco de Notas

Fim da linha

A humorista Maria Bamford em cena da comédia surreal Lady Dynamite, da Netflix - Divulgação/Netflix A Netflix anunciou neste sábado o cancelamento da série Lady Dynamite, que teve duas temporadas produzidas pela plataforma de streaming. Baseada na vida real da comediante Maria Bamford (que também estrela a série), Lady Dynamite ... Leia +

Leia todas as notas

Enquete

Mais um BBB vem por aí e...

Redes sociais

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook