EMBALOS DE SÁBADO

John Travolta faz 63 anos: fé bizarra, sexo e sucesso por acaso marcam carreira

Imagens: Divulgação

John Travolta interpretou Danny Zuko em Grease: sucesso com as adolescentes da época - Imagens: Divulgação

John Travolta interpretou Danny Zuko em Grease: sucesso com as adolescentes da época

LUCIANO GUARALDO - Publicado em 17/02/2017, às 05h02

Consagrado no musical Grease: Nos Tempos da Brilhantina (1978) e no drama Pulp Fiction (1994), o ator John Travolta completa 63 anos neste sábado (18). Apesar de famoso no mundo inteiro, sua carreira passou por altos e baixos. Foi marcada pela crença em uma seita bizarra, pela suspeita de homossexualidade e pela sorte.

Alguns dos bons momentos do ator serão relembrados pelo Telecine Cult, que exibe neste sábado três filmes na sequência para celebrar seu aniversário. São mais de sete horas de programação com Travolta, com seus longas mais populares.

As trajetórias pessoal e profissional de John Travolta se misturam com alguns fatos curiosos. Confira cinco momentos em que a vida do astro influenciou seus trabalhos _para o bem e para o mal:

Travolta em cena de Os Embalos de Sábado à Noite, que lhe valeu uma indicação ao Oscar

Fez musicais por influência da mãe
Se Travolta ganhou fama ao estrelar os musicais Os Embalos de Sábado à Noite (1977) e Grease, ele deve seu sucesso à mãe, Helen Cecilia Burke. Atriz e dançarina, ela inscreveu o filho em uma escola de atuação que também dava aulas de canto e dança. Mas o ator também ganhou pontos por sua dedicação: para aprender os passos de Tony Manero em Embalos, passou nove meses ensaiando a coreografia. Deu tão certo que concorreu ao Oscar de melhor ator aos 24 anos e é até hoje um dos indicados mais jovens na categoria.

Com Samuel L. Jackson em cena do premiado Pulp Fiction, filme que recuperou sua carreira

Voltou aos holofotes por acaso
Depois do sucesso nos anos 1970, Travolta caiu no ostracismo na década seguinte: ele até tentou trazer de volta Tony Manero com Os Embalos de Sábado Continuam (1983), mas a sequência não colou. O retorno ao estrelato veio com Pulp Fiction: Tempo de Violência (1994), clássico do diretor Quentin Tarantino. O papel, no entanto, foi escrito por Tarantino para o ator Michael Madsen, que não pôde participar do filme por problemas na agenda. Só aí Travolta foi chamado e teve sua carreira reerguida, inclusive com nova indicação ao Oscar.

Divulgação/qantas

Travolta (à dir.) vestido como piloto para a companhia aérea Qantas, da qual é embaixador

Nas horas vagas, ele pilota aviões
Apaixonado por aviação, Travolta tem brevê de piloto e aproveita as horas vagas para voar _ele é dono até de um Boeing 707. Em um dos vários prêmios entregues pela apresentadora Oprah Winfrey ao público de seu programa, estava uma viagem para a Austrália com tudo pago em um voo pilotado pelo ator. No cinema, Travolta viveu um piloto no filme A Última Ameaça (1996), no qual roubava ogivas nucleares do governo norte-americano.

Sob maquiagem pesada em cena de A Reconquista: filme está entre os piores da história

Sua crença provocou seu maior fracasso
Adepto da cientologia desde 1975, o ator apostou sua carreira e parte de sua fortuna para produzir e estrelar A Reconquista (2000), uma adaptação do livro de L. Ron Hubbard, criador da crença bizarra _entre outras coisas, a seita defende que os humanos são extraterrestres que chegaram à Terra há milênios, se esqueceram de sua real natureza e agora precisam do conhecimento provido pela cientologia para voltar ao seu planeta.

Com inspiração em um conceito tão confuso, A Reconquista foi um fracasso: orçada em US$ 73 milhões, arrecadou apenas US$ 21 milhões e ainda ganhou naquele ano sete prêmios Framboesa de Ouro, que reconhece os piores do cinema. Em 2010, também foi eleito o pior filme da década na premiação. A péssima repercussão deu um novo baque na carreira de Travolta.

John Travolta contracena travestido com Nikki Blonsky em Hairspray: volta aos musicais

Boatos sobre sexualidade são comuns
Como outros atores de sucesso, John Travolta precisa lidar com boatos sobre sua sexualidade _há quem diga que sua união com Kelly Preston, com quem se casou em 1991, é uma farsa. Ele já foi acusado de assédio por dois massagistas, e o piloto particular Douglas Gotterba afirmou que os dois tiveram um relacionamento sexual. Travolta nunca falou publicamente sobre o assunto, mas brincou com os rumores ao interpretar uma mulher no musical Hairspray: Em Busca da Fama (2007), que lhe rendeu uma indicação ao Globo de Ouro pela primeira vez em uma década. Ele voltou a ser indicado neste ano por seu papel na série American Crime Story: O Povo Contra O.J. Simpson, outro ponto alto de sua carreira.


Especial Os Embalos de John Travolta – Sábado (18), no Telecine Cult

► Grease: Nos Tempos da Brilhantina, às 14h45
► Os Embalos de Sábado à Noite, às 16h55
► Pulp Fiction: Tempo de Violência, às 19h10


► Curta o Notícias da TV no Facebook e fique por dentro de tudo na televisão

► Siga o Notícias da TV no Twitter: @danielkastro

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

 

+ Lidas

Bloco de Notas

Datena vice-líder

O apresentador José Luíz Datena na edição de ontem (27) do Brasil Urgente - Reprodução/Band Na iminência da greve geral no país inteiro, os noticiosos da Band tiveram bom desempenho de audiência ontem (27). O Brasil Urgente nacional, exibido das 16h às 18h30, registrou 5,3 pontos na Grande São Paulo ... Leia +

Leia todas as notas

Enquete

Quem é seu personagem favorito de A Força do Querer?

Redes sociais

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook