CADEIA

Pedofilia, estupro e morte: 7 artistas que foram presos por escândalos sexuais

DIVULGAÇÃO

Michael Jackson, Allison Mack e Mark Salling foram presos após acusações de crimes sexuais - DIVULGAÇÃO

Michael Jackson, Allison Mack e Mark Salling foram presos após acusações de crimes sexuais

REDAÇÃO - Publicado em 27/04/2018, às 04h51

Acusada de recrutar mulheres para uma seita de escravas sexuais, a atriz Allison Mack pagou na última quarta (25) uma fiança de US$ 5 milhões (R$ 17 milhões) para aguardar o julgamento em prisão domiciliar. Assim como ela, outros artistas foram presos após se envolverem em diferentes tipos de crimes sexuais, como estupro, pedofilia e assassinato.

O comediante Bill Cosby, por exemplo, foi condenado na quinta-feira (26) por um crime cometido em 2004 contra a ex-jogadora de basquete Andrea Constand. Ela o acusou de tê-la drogado e abusado sexualmente enquanto estava inconsciente.

Confira sete casos de artistas que foram presos por crimes sexuais:

REPRODUÇÃO/THE CW

A atriz Allison Mack, de Smalville, responde pelo crime de aliciamento de mulheres

Allison Mack
Intérprete de Chloe na série Smalville (2001-2011), a atriz Allison Mack chocou o mundo ao ser presa por aliciar mulheres. Ela foi acusada de recrutar moças para integrarem a Nxivm, organização que transforma suas vítimas em escravas sexuais. Após pagar uma fiança de US$ 5 milhões, na quarta-feira (25), ela cumpre prisão domiciliar e faz uso de uma tornozeleira eletrônica, que monitora os seus passos.

divulgação/NBC

O comediante Bill Cosby é acusado de abusar sexualmente de mais de 50 mulheres

Bill Cosby
Apelidado de "o pai da América", o apresentador e comediante Bill Cosby é acusado por mais de 50 mulheres de abuso sexual. Em 2015, ele foi preso por drogar e abusar de Andrea Constand, mas pagou fiança de US$ 1 milhão e deixou a cadeia.

O crime foi cometido em 2004, mas o julgamento foi realizado apenas nesta quinta-feira (26). Cosby foi condenado pelo júri, e pode pegar uma pena de até dez anos de prisão, mas a sentença de seu caso ainda não foi expedida.

DIVULGAÇÃO/SUMMIT ENTERTAINMENT

Roman Polanski está foragido dos EUA, desde 1977, por abusar de uma menor de idade

Roman Polanski
O diretor francês foi preso e condenado, em 1977, nos Estados Unidos após cometer uma série crimes contra Samantha Geimer, que na época tinha apenas 13 anos. Ele foi acusado de estupro, perversão, sodomia, atos libidinosos e de fornecer drogas controladas à garota.

Primeiramente, ele negou todas as acusações, mas aceitou um acordo de delação premiada que o liberava das cinco acusações em troca de uma confissão pelo crime de abuso sexual. Um dia antes de a corte dos EUA expedir sua sentença, Polanski voltou à França e nunca mais pisou no país, onde ainda hoje é dado como foragido.

DIVULGAÇÃO/FOX

O ator Mark Salling, de Glee, foi preso por posse de material com pornografia infantil

Mark Salling (1982-2018)
Intérprete do problemático Puck na série Glee (2009-2015), Mark Salling foi preso em 2015 por posse de pornografia infantil. Ele se declarou culpado e pagou uma fiança no valor de US$ 20 mil para aguardar o julgamento em liberdade.

Em fevereiro deste ano, um mês antes da audiência que definiria sua sentença pelo crime, o ator foi encontrado morto. Na autópsia, a causa da morte foi asfixia por enforcamento, que acabou classificada com suicídio.

DIVULGAÇÃO

O cantor R. Kelly é acusado de manter mulheres como escravas sexuais em cárcere privado

R. Kelly
O cantor de R&B foi preso em 2003 sob a acusação de possuir material de pornografia infantil em sua casa, além de aparecer em um vídeo transando com uma garota de 14 anos de idade, mas acabou absolvido.

Em 2017, o site BuzzFeed News publicou que ele manteve mulheres presas em cárcere privado e abusava sexualmente e psicologicamente de todas. A denúncia foi feita pelos pais das vítimas, mas o cantor nega ter cometido tais crimes.

DIVULGAÇÃO

O cantor Michael Jackson foi preso após ter sido denunciado por prática de pedofilia

Michael Jackson (1958-2009)
O documentário Living with Michael Jackson (2003), produzido pelo jornalista Martin Bashir, fez o rei do pop ir parar atrás das grades. O cantor disse que nunca abusou de crianças, mas que muitas já haviam dividido a cama com ele.

Foi o que bastou para que inúmeras denúncias de pedofilia fossem feitas contra ele. Michael foi preso, mas pagou fiança e deixou a prisão. Em 2005, ele foi absolvido de todas as acusações.

REPRODUÇÃO/TWITTER

A história de Sean Paul Lockhart foi retratada no filme King Cobra (2016), de James Franco

Sean Paul Lockhart
Sean Paul Lockhart foi o centro de um dos escândalos sexuais mais chocantes dos Estados Unidos, e teve sua história retratada no filme King Cobra (2016), produzido e estrelado por James Franco.

Conhecido pelo codinome Brent Corrigan, ele se iniciou no cinema pornográfico homoerótico aos 17 anos. Contratado pela produtora Cobra, fez seu patrão, o empresário Bryan Kocis (1962-2007), ganhar milhões de dólares com seus filmes.

O sucesso do rapaz chamou a atenção dos garotos de programa Harlow Cuadra e Joseph Kereke, que assassinaram Kocis brutalmente com 28 facadas na garganta. A dupla queria ter Corrigan como protagonista de filmes que eles passariam a fazer, mas um contrato do ator o impedia de atuar em outra produtora. Ambos foram condenados à prisão perpétua.

Sean Paul tentou romper com o universo erótico e atuou em produções comerciais de baixo orçamento. Mas a falta de talento como ator e os baixos cachês o fizeram retornar às produções pornográficas.

 

 

Enquete

O que você está achando de Segundo Sol?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook