Popular nas ruas

Juliana Paes diz que Bibi mudou a sua vida: 'Me senti a Madonna'

Iwi Onodera/Divulgação

A atriz Juliana Paes diz que ficará fora da TV em 2018 para se dedicar a projetos de cinema - Iwi Onodera/Divulgação

A atriz Juliana Paes diz que ficará fora da TV em 2018 para se dedicar a projetos de cinema

MÁRCIA PEREIRA - Publicado em 05/12/2017, às 05h57

Bibi foi um furacão na vida de Juliana Paes. Com 17 anos de carreira, a atriz afirma que sua personagem em A Força do Querer foi um marco. Trouxe um assédio do público que ela não estava acostumada a ter. "Me senti a Madonna", diz. Nos próximos dois meses, ela tirará férias e se dedicará ao Carnaval. Depois, nada de TV. Fará três filmes em 2018.

"Bibi foi um marco porque mudou minha vida no sentido de eu não conseguir andar na rua. Eu vou ao mercado, busco meus filhos na escola. Mas, com a Bibi, parei de fazer algumas coisas que eram naturais para mim. Até hoje, a poeira não baixou. Bibi mexeu com o imaginário das pessoas. Trouxe um público de A a Z, sem idade ou classe social. Isso dá uma enlouquecida positiva. Não fiquei estressada, fiquei feliz e surpresa", conta. 

Ainda sem folga, já que emendou o trabalho na trama de Gloria Perez com o lançamento do filme Dona Flor e Seus Dois Maridos, a atriz planeja uma espécie de lua de mel com o marido, Carlos Eduardo Baptista. Eles passarão uma semana em um estação de esqui neste mês. Depois, ela viajará com toda família antes do Réveillon e pretende ficar descansando durante quase um mês. 

'Trabalhada' no troféu Abacaxi
Após o descanso, quer ensaiar para o Carnaval. Juliana é rainha de bateria da escola de samba Grande Rio, que no ano que vem homenageará Abelardo Barbosa, o Chacrinha, com o enredo Vai Para o Trono ou Não Vai?.

"Não sei que dia vou desfilar, só sei que estou feliz com o tema. Sou fanzoca do Chacrinha. Sou de uma família simples, e nosso programa de sábado era sentar para assistir o Cassino do Chacrinha. Isso é muito gostoso de lembrar. Minha fantasia representa o troféu Abaxi", conta, aos risos.

Juliana diz que não precisa ter uma grande preparação para desfilar na Marquês de Sapucaí, sambódromo do Rio de Janeiro. "O principal é gostar de samba e saber sambar. Não sou daquelas passistas que fazem o chão tremer, mas não passo vergonha, não", fala.

Malhação é trunfo
Aos 38 anos, a atriz diz que não faz dieta porque sempre malha para poder comer. Ela não pretende cortar nada na alimentação para encarar o Carnaval. "Meu trunfo é atividade física, cada dia faço uma diferente."

Depois da folia, Juliana vai rodar Boca de Ouro, baseado na obra de Nelson Rodrigues. Trata-se de uma refilmagem com direção de Daniel Filho. "Farei a Guigui e vou contracenar com Milhem Cortaz", adianta. 

A atriz já tem outras duas produções cinematográficas acertadas. "Fico basicamente fazendo cinema. Pode aparecer uma surpresinha aí, mas é isso que eu tenho fechado para o ano que vem." 

Leia também

 

 

Enquete

Quem deve ter o pior final em Deus Salve o Rei?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook