CECILIA DASSI

Ex-atriz mirim vira psicóloga e diz que papel na Globo é 'vida passada'

Reprodução/YouTube

A ex-atriz mirim Cecilia Dassi em vídeo publicado em seu canal de YouTube em março - Reprodução/YouTube

A ex-atriz mirim Cecilia Dassi em vídeo publicado em seu canal de YouTube em março

FERNANDA LOPES - Publicado em 05/05/2017, às 05h23

Há 20 anos, Cecilia Dassi apontava para o estrelato com a personagem Sandrinha de Por Amor (1997). Na novela que estreia no canal Viva na próxima segunda (8), ela ganhou muita repercussão como uma menina inteligente e carinhosa. O trabalho catapultou a carreira de Cecilia, mas ao atingir a maioridade ela decidiu mudar de rumo: estudou psicologia, abriu um consultório e abandonou a carreira de atriz. Realizada na nova profissão, a jovem de 27 anos tem até dificuldades de lembrar de seu começo na TV.

"Eu acho super engraçado [me rever na TV], é muito doido porque eu não lembro. A minha sensação é de que foi numa vida passada. Eu não olho e penso 'Ah, lembro desse dia'. Se fosse uma coisa que me contassem e eu não estivesse vendo, nem acreitaria que tinha feito", revela.

Sandrinha foi a terceira personagem de Cecilia na TV, após participações em A Comédia da Vida Privada (1996) e Você Decide (1996). Na novela, a menina tinha falas e entonação de voz considerados até maduros e sério demais para sua idade. Na trama, ela enfrentava o drama do alcoolismo de seu pai, interpretado por Paulo José.

"O núcleo familiar tinha uma parceria muito grande, a família era muito unida, estava tentando superar [o problema do alcoolismo]. Nós como atores também eramos assim, chegávamos mais cedo para ensaiar as cenas juntos, eu gostava muito, era muito bem tratada. Tenho poucas lembranças dessa época, eu era novinha e tenho poucas lembranças da infância. Mas as memórias que eu tenho são bastante afetivas, de que eu era muito acolhida", lembra.

Após o sucesso de Sandrinha, Cecília Dassi participou de 11 produções da Globo, entre 1999 e 2010. Se destacou em O Beijo do Vampiro (2002), Alma Gêmea (2005) e Sete Pecados (2007).

divulgação/Globo

Cecilia Dassi aos sete anos em cena como a Sandrinha da novela Por Amor, que volta no Viva

Mudança de planos
Até que, no fim do ensino médio, Cecilia não queria parar de estudar e começou a pensar no que gostaria de fazer na faculdade.

"Queria outras possibilidades, pensar numa profissão que fosse uma alternativa. Porque eu sentia uma instabilidade nesse universo. A gente fica muito dependente de nos chamarem para trabalhar na Globo, não tem um sistema no Brasil em que a gente consiga viver de teatro de uma forma segura, tranquila. E isso sempre foi uma coisa que me incomodava, não sou daquelas super desligadas e desapegadas que fala 'Qualquer coisa vou vender minha miçanga na praia'. Sempre quis ter minha  segurança, família, sempre foram valores importantes para mim", explica.

Cecilia escolheu o curso de psicologia por achar que a ajudaria na interpretação e no conhecimento humano. Esse caminho não teve volta. A atriz permaneceu como contratada da Globo durante quatro anos sem participar de produção alguma na emissora. Quando o acordo chegou ao fim, nenhuma das partes se interessou em renovar.

"Fui me apaixonando pela faculdade e meu plano B foi virando cada vez mais meu plano A. Comecei a não me engajar mais, não correr atrás de trabalho [na TV]. Eu já tinha começado a atuar como psicóloga, mas tinha receio, porque se me chamassem para algum trabalho na Globo eu teria que ir e deixar na mão o meu trabalho, a relação terapêutica, o vínculo. Aí não dá. Me sentia meio presa, no limbo. Não estava trabalhando de fato, mas não podia concretizar minha nova carreira. Quando o contrato acabou eu pude ver que [psicologia] era o que eu queria mesmo", afirma.

Reprodução/Facebook

Cecilia Dassi em imagem de sua formatura em psicologia; ela apresentará palestra em maio

Referência na área
Desde 2014, Cecilia se dedica exclusivamente a seus pacientes, atuando como psicóloga e coach. Ela se tornou até referência na área para pessoas que também querem mudar de profissão e não sabem por onde começar. 

"Muita gente me procura por sentir essa identificação. Tenho um discurso pé no chão, não digo que [a mudança de carreira] é fácil, que é só mandar o chefe tomar banho. Mas se você se organizar, quiser mesmo e estiver emocionalmente preparado para lidar, é possível. Talvez essa minha abordagem do assunto toque as pessoas", diz.

Até hoje, no entanto, Cecilia é reconhecida nas ruas e lembrada pelo público por seus papéis nas novelas. Ela confessa sentir uma certa "preguiça" ao ser questionada sobre sua ausência da TV.

"Por exemplo, a pessoa entra no meu site, vê que eu sou psicóloga, vê várias publicações e fala: 'Como eu faço para entrar na Globo, me ajuda, me indica pra alguém'. Ou 'por que você não faz mais novela, você devia fazer, deve ganhar mais dinheiro, lá você fica mais bonita'. Mas não me irrita, eu entendo que as pessoas têm um deslumbramento com esse universo, então não entra na cabeça delas a possibilidade de eu ter feito essa escolha", conta.

"Acham que eu não devia estar mais conseguindo papel nenhum, que estava sem opção, tem quem diga que eu sofri um trauma muito grande e decidi não mais ser atriz, e não foi nada disso. Foi bastante pensado, estudado, avaliado internamente", esclarece.

A ex-atriz continua na mídia, mas em telas menores: ela lançou neste ano um canal no YouTube em que fala sobre sua área de especialização na psicologia, o desenvolvimento humano. Em maio, Cecilia realizará mais um sonho na carreira: apresentará uma palestra na plataforma internacional de apresentações inspiracionais TedX.

"Estou muito engajada, sempre quis participar. Assim que isso passar, tenho outro projeto que espero que se concretize até o final deste ano. Minha missão de vida é alcançar o maior número de pessoas com autoconhecimento, com auto-realização, autoaperfeiçoamento, melhoria da qualidade de vida. Estou montando essa metodologia para criar algo que eu possa fazer online e atingir muito mais pessoas do que eu consigo hoje individualmente", sonha.

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

 

+ Lidas

Bloco de Notas

Estreia ruim

Kyle MacLachlan em Twin Peaks; série fora do top 25 da audiência dos EUA - Divulgação/Showtime O episódio duplo de estreia da terceira temporada de Twin Peaks foi mal de audiência nos Estados Unidos. Exibido no canal Showtime no último domingo (21), o aguardado retorno da atração, após um hiato de ... Leia +

Leia todas as notas

Enquete

O que a Globo quer com denúncias contra o presidente Temer?

Redes sociais

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook