Luís Lobianco

Com vilão em série infantil e transexual no teatro, ator sonha com novelas

Reprodução/Gloob

Luís Lobianco em cena como o vilão Randolfo na série infantil Valentins, do canal Gloob - Reprodução/Gloob

Luís Lobianco em cena como o vilão Randolfo na série infantil Valentins, do canal Gloob

FERNANDA LOPES - Publicado em 01/07/2017, às 07h30

A carreira de Luís Lobianco está caminhando em alta velocidade e em direções completamente distintas. O comediante de 35 anos está no ar atualmente em sua primeira série infantil para a TV paga, como o vilão Randolfo de Valentins, produção do Gloob. Ao mesmo, atua na peça Gisberta, em que vive uma personagem transexual, e toca novos projetos de cinema e teatro. Mesmo com tantas atividades, ele confessa que tem muita vontade de fazer novelas. Só falta tempo.

"Já me convidaram muitas vezes pra fazer novela ou outros programas. Fui redator do Esquenta durante um ano. Tenho muita vontade, só quero fazer com calma, porque faço muita coisa em paralelo e a TV exige dedicação, tempo de estudo, uma vida de Projac que ainda não posso ter. Mas é um projeto meu, é um plano estar numa novela futuramente com um personagem legal, experimentar isso. Com certeza não é uma ideia que abandono. Se vier um vilão como o Randolfo, vai ser incrível", brinca.

Lobianco já grava a segunda temporada de Valentins, série que estreou no Gloob no último dia 12. Seu personagem é um cientista invejoso que usa suas invenções para o mal e aterroriza as quatro crianças protagonistas.

O ator já tinha trabalhado com teatro infantil, mas foi além das produções lúdicas para construir o personagem. Sua maior referência foi o ator Jack Nicholson. 

"O Iluminado [1980] me ajudou muito, um filme de terror. Assisti de novo algumas vezes, fiz vários estudos. Mas esse personagem, apesar de ser vilão, também tem humor. As crianças têm que ficar impressionadas com ele, com as maldades, mas ao mesmo tempo elas têm que gostar. E a gente também deixa um tom que não é muito caricato. Por exemplo, nos filmes de Harry Potter, os vilões são muito bem construídos. Não pode ser aquela coisa mimimi, senão a criança não acredita", opina.

divulgação/elisa mendes

Lobianco interpreta a transexual Gisberta na peça homônima, em cartaz no Rio de Janeiro

Multitarefas
O convite para Valentins veio diretamente de Claudia Abreu, roteirista e criadora da série, que viu uma peça de Lobianco e achou que ele seria perfeito para o papel.

"Esse é um projeto da Cacau e ela coloca todo o amor dela nisso, trata como se fosse a coisa mais importante do mundo. Ficamos realmente amigos, a gente passa muito tempo junto no estúdio. A gente tem o mesmo humor, ri das mesmas coisas, gosta das mesmas coisas. Essa química deu muito certo", se derrete.

Lobianco começou a carreira na TV em 2011, com as séries Sensacionalista, do Multishow, e Os Caras de Pau, da Globo. O ator sempre se destacou na comédia, em produções como A Grande Família (2013), Adorável Psicose (2013) e Zorra Total (2016). Neste ano, ele se arriscou no drama: é produtor e protagonista do espetáculo Gisberta, sobre uma transexual brasileira que foi torturada e assassinada em Portugal.

Assim que terminar a segunda temporada de Valentins, o ator ainda tem um filme para gravar e a turnê de Gisberta para fazer pelo Brasil, além de dirigir um documentário para o Porta dos Fundos (canal de YouTube do qual é contratado) e atuar na quinta temporada do humorístico Vai que Cola, do Multishow.

O volume de trabalho é grande, mas Lobianco diz que dá conta de tudo e que gosta de atuar em áreas diferentes.

"Valentins é muito importante nesse momento da minha carreira porque marca ainda mais meu trabalho como algo muito diversificado. É bastante coisa [para fazer], fico superfeliz pela confiança", afirma.

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

 

Notícias da TV Recomenda

Em Ritmo de Fuga

Em Ritmo de Fuga

Ficha técnica: Baby Driver. EUA/Reino Unido, 2017, 112 min. Direção: Edgar Wright. Elenco: Ansel Elgort, Jon Bernthal, Jon Hamm, Eisa González, Lily James, Kevin Spacey. Disponível no Now.

Sinopse: Baby (Elgort) é um jovem com problemas auditivos que se revela um ás no volante _desde que esteja ouvindo a música correta. Sua habilidade atrai a atenção do criminoso Doc (Spacey), que o chama para ser seu motorista de fuga. Pronto para seguir em frente com sua vida, Baby aceita participar de um último roubo.

Por que assistir: Com a direção do inglês Edgar Wright (de Todo Mundo Quase Morto e Scott Pilgrim Contra o Mundo), Em Ritmo de Fuga respira cultura pop na trilha sonora e no visual. Indicado ao Globo de Ouro de melhor ator, Ansel Elgort consegue provar que tem talento para ser o novo astro de Hollywood, mesmo cercado de grandes nomes. O longa também foi nomeado a três Oscars: edição, mixagem de som e edição de som.

Assista agora no NOW

+ Lidas

Bloco de Notas

Novo The Voice

As cantoras Hailee Steinfeld e Kelly Clarkson estão na 14ª temporada do The Voice - Divulgação/Sony A partir do dia 28, o canal Sony transmitirá a 14ª temporada do The Voice, em sua versão norte-americana. Os episódios inéditos contam com uma nova técnica: a cantora Kelly Clarkson. Vencedora primeira temporada do ... Leia +

Leia todas as notas

Enquete

Com quem Maria Vitória deve ficar em Tempo de Amar?

Redes sociais

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook