Karla Karenina

Após A Força do Querer, atriz cura abusos sexuais com terapia de regressão

João Miguel Junior/TV Globo

Karla Karenina, a Dita de A Força do Querer, é terapeuta e atende clientes em Fortaleza - João Miguel Junior/TV Globo

Karla Karenina, a Dita de A Força do Querer, é terapeuta e atende clientes em Fortaleza

MÁRCIA PEREIRA - Publicado em 06/11/2017, às 05h45

Intérprete da empregada Dita em A Força do Querer, Karla Karerina é formada em pedagogia e faz terapia de regressão de memória. Ela concilia o trabalho como terapeuta e o de atriz há oito anos. Após a novela das nove da Globo, que lhe rendeu uma indicação ao Melhores do Ano do Domingão do Faustão, ela retomou o atendimento em uma clínica em Fortaleza. Conta que a maior parte dos casos são de abusos.

"Busco a cura para traumas, bloqueios e dores crônicas. A maioria são de abusos na infância, não todos sexuais, mas tem muito caso de estupro, sim. A cada sessão investigamos o sentimento com base no psicodrama. Pode acontecer de resgatarmos memórias de outras vidas, mas o objetivo é fazer a pessoa falar do sentimento que a bloqueia e que pode ser ligado à infância e até a vida intrauterina", explica Karla.

Prestes a completar 50 anos, a atriz conta que nunca esperou viver somente da atuação. Fez pegadogia e deu aulas durante muitos anos. Em 1993, o trabalho no teatro como humorista a levou para TV na Escolinha do Professor Raimundo. Mas ela teve hiatos em sua trajetória como atriz.

Karla revela que buscou a técnica de regressão de memória DMP (sigla de Deep Memory Process, ou Processo de Memória Profunda), criada pelo psicólogo inglês Roger Woolger, porque sofria de baixa estima e queria se desconstruir.

"Mãe solteira de dois filhos, nordestina, interpretava sempre domésticas, tudo se misturava muito com a minha história. Mudei totalmente com a terapia. Hoje me orgulho de ser nordestina e de representar as domésticas", diz. O curso para virar terapeuta durou três anos.

arquivo pessoal

Karla Karenina durante curso de terapia de regressão com o psicólogo inglês Roger Woolger

A técnica que ela usa é sem hipnose. Seu trabalho é conduzir o paciente até ele conseguir falar do trauma e atingir uma descarga energética. "Vou conduzindo as lembranças até diagnosticar onde o corpo congela. Guardamos o sentimento de um trauma para não revivê-lo, mas podemos fazer a mente ir para esse lugar até chegar a catarse."

Melhores do Ano do Faustão
Para Karla, seu trabalho como atriz só ajuda a colaborar com as pessoas. A Força do Querer surgiu em sua vida porque uma produtora de elenco a convidou para o teste e foi o coroamento de uma guinada que começou em 2011. Ano em que fez a série Cilada.com, do Multishow, e a novela Morde & Assopra.

A atuação na trama de Gloria Perez rendeu a indicação ao prêmio Melhores do Ano, do Domingão do Faustão. "Quando a produção do programa me mandou mensagem avisando de que eu vou concorrer na categoria atriz revelação, a vista embaralhou. Tive de ler duas vezes", conta, aos risos. A premiação será gravada em 10 de dezembro. 

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

 

+ Lidas

Bloco de Notas

Crimes na floresta

Ciro Guerra recebe Prêmio Fênix pela direção do filme Abraço da Serpente, de 2015 - Reprodução A Netflix anunciou que fará uma série ambientada na floresta amazônica. Ainda sem nome definido, a produção se passará na fronteira da Colômbia com o Brasil e mostrará um jovem detetive e seu parceiro durante ... Leia +

Leia todas as notas

Enquete

Você pretende assistir Apocalipse, nova novela da Record?

Redes sociais

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook