Tecnologia

SABOTAGEM TECNOLÓGICA

Parabólicas atrasam implantação da TV digital no interior de São Paulo

Ana Nascimento/Divulgação/MDS

Beneficiária do Bolsa Família usa um dos mais de 7 milhnoes de kits de TV digital distribuídos - Ana Nascimento/Divulgação/MDS

Beneficiária do Bolsa Família usa um dos mais de 7 milhnoes de kits de TV digital distribuídos

DANIEL CASTRO - Publicado em 28/11/2017, às 14h14

Previsto para ocorrer nesta quarta-feira (29), o apagão analógico no interior de São Paulo foi adiado. Nenhuma das cinco regiões que deveriam desligar os transmissores de TV analógicos atingiu o índice de 93% de digitalização em pesquisas realizadas pelo Ibope. As antenas parabólicas são apontadas como as principais vilãs.

Santos é a região metropolitana com maior índice de domicílios com televisores digitais ou com conversores digitais: 89%, segundo o Ibope. Lá, o apagão analógico foi reagendado para o próximo dia 20. 

Em Campinas, onde 27% das casas têm antena parabólica, e no Vale do Paraíba, o desligamento dos transmissores analógicos ficou para 17 de janeiro. As duas regiões têm hoje 88% de domicílios prontos para a TV digital.

Ribeirão Preto, com 84% de digitalização, e Franca (80% de digitalização e 28% de penetração das antenas parabólicas) terão um pouco mais de tempo. O apagão analógico só ocorrerá nessas duas cidades em 31 de janeiro se novas pesquisas apontarem digitalização próxima de 93%.

Muitos telespectadores têm resistido à TV digital porque estão satisfeitos com o que recebem das antenas parabólicas, ou seja, mais de 30 emissoras _de Globo a Futura, passando por Record News e Esporte Interativo_ e sinal de qualidade em qualquer lugar, na cidade ou no campo. Quem mora em sítio teme investir em um televisor digital e não receber o sinal porque está distante da antena.

Um outro vilão poderia ser a condição econômica. Mas as instituições envolvidas no processo de substituição da TV analógica pela digital vêm distribuindo kits de conversores a famílias cadastradas em programas sociais do governo. Já foram entregues 7.150.000 kits, que custaram cerca de US$ 150 milhões.

Curta no Facebook Curta no Facebook
Siga no Twitter Siga no Twitter

Notícias da TV Recomenda

This Is Us

Ficha técnica: Drama, EUA, 2016. Criação: Dan Fogelman. Elenco: Milo Ventimiglia, Mandy Moore, Sterling K. Brown, Chrissy Metz e Justin Hartley. Disponível no Fox Life e no Now.

This Is Us

Sinopse: This Is Us apresenta a história de três pessoas nascidas no mesmo dia, dois homens e uma mulher. A trama navega entre os anos 1980 e os dias atuais, mostrando a infância de cada uma delas em contraste com a vida adulta. No Now, o primeiro episódio está disponível gratuitamente.

Por que assistir: Com um roteiro surpreendente, ótimos diálogos e intepretações de alto nível, o drama familiar carrega na emoção e pode levar o telespectador às lágrimas. Discute temas como adoção, racismo e obesidade. É uma das maiores audiências dos Estados Unidos e grande sucesso de 2016. O drama reafirmou as carreiras de Sterlin K. Brown (vencedor do Emmy), Milo Ventimiglia e Justin Hartley, além de revelar Chrissy Metz.

Assista agora no NOW

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

ENQUETE

Enquete

Quem você quer que ganhe a Dança dos Famosos?

Compartilhe: