Séries

Mamilos polêmicos

Uma a cada quatro novas séries da TV fechada dos EUA pagou peitinho em 2017

Reprodução/HBO

Margarita Levieva nua no primeiro episódio de Deuce, série da HBO sobre a indústria pornô - Reprodução/HBO

Margarita Levieva nua no primeiro episódio de Deuce, série da HBO sobre a indústria pornô

JOÃO DA PAZ - Publicado em 29/12/2017, às 06h13

Os mamilos polêmicos proliferaram na TV paga norte-americana em 2017. Levantamento exclusivo feito pelo Notícias da TV mostra que uma a cada quatro novas séries (16 de um total de 40) pagou peitinho logo no primeiro episódio, "sem querer querendo" ou como estratégia para fisgar o telespectador que curte um erotismo. Sinônimo de sexo e nudez, a HBO está na lista com três atrações, atrás de Showtime e Netflix, com quatro cada.

Naomi Watts já apareceu completamente nua no cinema, no filme Destinos Ligados (2009). Em sua estreia na TV, na pele de uma terapeuta na fracassada série Gypsy, da Netflix, ela mostrou o seio em uma cena de sexo de 21 segundos no primeiro episódio. No sétimo capítulo, ela protagoniza uma cena de quase dois minutos de relação lésbica quentíssima.

Outra protagonista da Netflix também pagou peitinho em sua estreia na plataforma: Alison Brie em Glow, sobre mulheres participantes de uma liga de luta livre. Ela nunca tinha ficado pelada em uma produção. No filme Born (2007), sua personagem até mostrou os seios; mas eles não eram de Alison, e sim de uma dublê.

Naomi Watts em cena de sexo no drama Gypsy

Ela Quer Tudo foi mais uma atração da gigante do streaming que mostrou logo de cara (e nos demais episódios também) a nudez da protagonista, DeWanda Wise. Ela interpreta uma pintora nova-iorquina que mantém relacionamentos com três homens e uma mulher ao mesmo tempo.

Mindhunter fecha a lista da Netflix com uma cena entre o agente do FBI Holden Ford (Jonathan Groff) e a universitária Deborah Mitford (Hannah Gross).

Para maiores
O Showtime pegou mais pesado em seus pilotos. A comédia Smilf (sigla para Mães Solteiras Com Quem Eu Gostaria de Transar) traz nudez e sexo quase toda semana. Frankie Shaw, a protagonista que faz a mãe solteira da trama e foi indicada ao Globo de Ouro, é quem mais aparece pelada.

O ator e cantor Jamie Foxx vive ele mesmo na série White Famous, sobre um comediante de stand-up que busca alavancar a carreira, e faz uma cena de sexo logo na estreia da série. A nudez ficou por conta de Elizabeth Ruiz, creditada apenas como a namorada de Foxx.

A comédia I'm Dying Up Here, também sobre o mundo do stand-up, e o drama Guerrilla, estrelado por Idris Elba, foram as outras atrações do Showtime que pagaram peitinho nos seus respectivos primeiros episódios.

Reprodução/hbo

A atriz Olivia Macklin interpretou a mãe do papa Pio XIII na série The Young Pope, da HBO 

HBO atrás
Das cinco produções da HBO lançadas neste ano, só duas não tiveram seios no primeiro episódio: Room 104 e Big Little Lies. Surpreendentemente, até The Young Pope, sobre um papa e sua relação com a Igreja Católica, trouxe nudez _da mãe biológica do protagonista, interpretado por Jude Law.

Sem causar espanto a ninguém, a série The Deuce, sobre o surgimento da indústria pornográfica na Nova York dos anos 1970, esbanjou nudez e sexo em sua estreia. Nada menos do que quatro atrizes pagaram peitinho, inclusive a protagonista Maggie Gyllenhaal, indicada ao Globo de Ouro.

A comédia Crashing, mais uma trama sobre a comédia stand-up, também trouxe nudez feminina no primeiro episódio.

A lista das séries que expuseram a nudez de suas atrizes é completada por The Marvelous Mrs. Maisel (Amazon), American Gods e The Girlfriend Experience (Starz), Damnation (USA Network) e Future Man (Hulu).

Curta no Facebook Curta no Facebook
Siga no Twitter Siga no Twitter

Notícias da TV Recomenda

Vitória: A Vida de uma Rainha

Ficha técnica: Drama, Inglaterra, 2016. Criação: Daisy Goodwin. Elenco: Jenna Coleman, Tom Hughes, Peter Bowles, Eve Myles, Rufus Sewell. Disponível no Now.

Vitória: A Vida de uma Rainha

Sinopse: Monarca mais importante do Reino Unido, a rainha Vitória (Jenna Coleman) é tema de uma série que mostra seu reinado a partir da chegada ao trono, aos 18 anos, e seu relacionamento com o primeiro-ministro Lord Melbourne (Rufus Sewell) e o casamento com o príncipe Albert (Tom Hughes). Suas duas únicas temporadas (até agora) só estão disponíveis em vídeo sob demanda.

Por que assistir: Indicada a dois Emmys e eleita melhor drama no Festival de Monte-Carlo, a produção impressiona pela reconstituição primorosa da era vitoriana, com belos cenários e figurinos. Nos Estados Unidos e na Inglaterra, críticos classificaram a série como a sucessora natural da premiada Downton Abbey (2010-2015). A atriz Jenna Coleman, querida pelos fãs de Doctor Who, brilha na pele da monarca.

Assista agora no NOW

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

ENQUETE

Enquete

Mais um BBB vem por aí e...

Compartilhe: