Cara Gente Branca

REDAÇÃO - Publicado em 30/06/2017, às 14h31

Reprodução/Netflix

A atriz Logan Browning em cena da primeira temporada de Cara Gente Branca - Reprodução/Netflix

A atriz Logan Browning em cena da primeira temporada de Cara Gente Branca

A Netflix anunciou a renovação da série Cara Gente Branca para a segunda temporada. Bem avaliada pela crítica norte-americana, com nota 85 (de um máximo de 100) no site Metacritic, a produção que mistura drama e comédia acompanha um grupo de alunos negros em uma universidade de elite predominantemente branca. Protagonizada por Logan Browning, a atração discute temas como racismo, empoderamento feminino e privilégios. Cara Gente Branca, continuação do filme homônimo lançado em 2014, é a nona série da Netflix renovada neste ano, se juntando a The OA, Desventuras em Série, 13 Reasons Why, Easy, Santa Clarita Diet, Grace and Frankie, Unbreakable Kimmy Schmidt e Love.
Compartilhar Facebook Compartilhar Twitter

Link direto:

Premier League

REDAÇÃO - Publicado em 28/06/2017, às 15h37

Reprodução/ESPN

O técnico Pep Guardiola em entrevista a João Castelo-Branco, da ESPN - Reprodução/ESPN

O técnico Pep Guardiola em entrevista a João Castelo-Branco, da ESPN

A ESPN anunciou nesta quarta-feira (28) que renovou os direitos de transmissão da Premier League no Brasil até 2022. O Campeonato Inglês já faz parte da programação do canal há 15 temporadas. Assim como a última temporada, as próximas também deverão ser exclusivas da ESPN, que promete exibir todos os jogos, na TV ou online. "A ESPN tem um histórico de entrega de alta qualidade de produção e análise de especialistas, que têm impulsionado o interesse nos clubes e na competição", disse Richard Scudamore, diretor executivo da Premier League, em comunicado oficial. Na temporada 2016-2017, o canal teve crescimento de 23% na audiência em relação à anterior. A ESPN conta com dois repórteres na Inglaterra, João Castelo-Branco e Natalie Gedra, para a cobertura da Premier League deste ano, que começa em 12 de agosto.
Compartilhar Facebook Compartilhar Twitter

Link direto:

Contra o tempo

REDAÇÃO - Publicado em 27/06/2017, às 18h58

Divulgação

Charlie Chaplin e Jackie Coogan em cena de O Garoto (1921), abordado na série - Divulgação

Charlie Chaplin e Jackie Coogan em cena de O Garoto (1921), abordado na série

A série A História do Cinema: Uma Odisseia, dirigida e apresentada por Mark Cousins em 2011, ficará disponível no canal on demand Philos até a sexta-feira (30). Os 15 episódios da produção remontam 12 décadas da sétima arte, com toda a evolução da atividade, que teve início como um registro documental do cotidiano e se transformou em uma indústria de lazer bilionária. Entre as produções abordadas, há desde os primeiros registros em celuloide, como Tráfego do Cruzamento da Ponte Leeds (1888) e A Saída dos Operários da Fábrica Lumière (1895), até produções bem mais recentes, como Avatar (2009) e A Origem (2010). Também são representados grandes diretores, como Martin Scorsese, Francis Ford Coppola, Stanley Kubrick (1928-1999), Orson Welles (1915-1985), Charlie Chaplin (1889-1977), Alfred Hitchcock (1899-1980), Woody Allen e o brasileiro Nelson Pereira dos Santos. O Philos está disponível on demand por R$ 21,90 mensais, com o primeiro mês grátis. A assinatura confere acesso irrestrito à coleção de documentários e programas sobre arte e ciência na TV, computador, tablet e smartphone.
Compartilhar Facebook Compartilhar Twitter

Link direto:

Better Call Saul

REDAÇÃO - Publicado em 27/06/2017, às 16h47

Divulgação/AMC

Bob Odenkirk em cena da terceira temporada de Better Call Saul: série renovada - Divulgação/AMC

Bob Odenkirk em cena da terceira temporada de Better Call Saul: série renovada

O canal norte-americano AMC anunciou a renovação de Better Call Saul para a quarta temporada. Filhote da aclamada Breaking Bad (2008-2013), a série encerrou sua terceira (e melhor) temporada no último dia 19. A mídia norte-americana aposta que o drama estará na disputa da principal categoria do Emmy deste ano, como um dos favoritos. O anúncio da renovação, portanto, já era esperado. Better Call Saul conta como o malandro Jimmy McGill (Bob Odenkirk) se tornou o advogado sagaz Saul Goodman, homem de confiança do traficante Walter White (Bryan Cranston) na série original. Pelas duas primeiras temporadas, Better Call Saul concorreu em 14 categorias no Emmy, incluindo duas como melhor série dramática.
Compartilhar Facebook Compartilhar Twitter

Link direto:

Futebol online

REDAÇÃO - Publicado em 27/06/2017, às 12h34

Divulgação

Casemiro comemora gol marcado na decisão da Liga dos Campeões, em maio - Divulgação

Casemiro comemora gol marcado na decisão da Liga dos Campeões, em maio

Pela primeira vez, o Facebook exibirá jogos da Liga dos Campeões, o principal torneio de clubes do mundo. A rede social fechou acordo com o canal Fox Sports para transmissão das partidas em território norte-americano. A partir de setembro, o Facebook mostrará jogos da fase de grupos, dois por rodada, quatro duelos das oitavas de final e outros quatro das quartas, alguns deles com exclusividade. Essa é mais uma competição sobre a qual o Facebook avança _a empresa já tem os campeonatos de futebol do México e dos Estados Unidos, além da liga profissional de beisebol norte-americana. No Brasil, os dois últimos amistosos da seleção foram exibidos no Facebook, em conjunto com transmissões nas TVs Cultura e Brasil. 
Compartilhar Facebook Compartilhar Twitter

Link direto:

Mais um flop

REDAÇÃO - Publicado em 25/06/2017, às 08h26

Divulgação/Netflix

Britt Robertson viveu Sophia Amoruso na série Girlboss, cancelada pela Netflix - Divulgação/Netflix

Britt Robertson viveu Sophia Amoruso na série Girlboss, cancelada pela Netflix

A Netflix cancelou Girlboss, cuja primeira temporada foi lançada em abril. Produzida por Charlize Theron, a série era baseada na história real de Sophia Amoruso, jovem que construiu um verdadeiro império da moda ao abrir uma loja de roupas na internet. Girlboss é a primeira comédia original da plataforma de streaming a ser cancelada, depois do fim de dramas como Sense8, The Get Down e Marco Polo. Crítica e público reprovaram a série e consideraram que a protagonista, vivida por Britt Robertson, tinha defeitos demais e simplesmente não era uma pessoa agradável. Nas redes sociais, Sophia detonou os críticos e alfinetou a forma como foi apresentada na série. "Por mais que eu esteja orgulhosa do trabalho que fiz, estou ansiosa para controlar minha própria narrativa daqui pra frente. Viver minha vida como uma caricatura foi difícil, mesmo que por apenas dois meses. Sim, eu posso ser uma pessoa difícil. Mas não, não sou uma idiota. Vai ser legal poder contar, um dia, a história real do que me aconteceu nos últimos anos", desabafou no Instagram.
Compartilhar Facebook Compartilhar Twitter

Link direto:

Volta da Rainha

REDAÇÃO - Publicado em 21/06/2017, às 14h38

Divulgação/USA Network

A atriz brasileira Alice Braga em cena da segunda temporada de A Rainha do Sul - Divulgação/USA Network

A atriz brasileira Alice Braga em cena da segunda temporada de A Rainha do Sul

A segunda temporada de A Rainha do Sul estreará no Space em 29 de junho, com episódio duplo e sem intervalos comerciais, a partir das 22h30, com versões dublada e e áudio original com legendas. Estrelado pela atriz brasileira Alice Braga, o drama conta como uma simples cambista mexicana, chamada Teresa Mendoza, se tornou uma das maiores traficantes do mundo. Teresa foi forçada a largar sua terra natal, no Estado de Sinaloa, para encontrar refúgio nos Estados Unidos. Pela primeira temporada da produção do USA Network, Alice recebeu elogios rasgados da mídia internacional, que a rotularam de "perfeita", "versão feminina de Walter White" e a "MacGyver latina". Apesar disso, a série passou batida nas principais premiações de TV, como o Emmy e o Globo de Ouro. O canal exibirá toda quinta-feira um episódio inédito, com reprises nas quartas, às 23h45.
Compartilhar Facebook Compartilhar Twitter

Link direto:

Cozinha em alta

REDAÇÃO - Publicado em 21/06/2017, às 12h23

Carlos Reinis/Band

Erick Jacquin (à esq.) avalia Yuko Tappabutt, eliminada de ontem (20) do reality - Carlos Reinis/Band

Erick Jacquin (à esq.) avalia Yuko Tappabutt, eliminada de ontem (20) do reality

Com a definição do top 10 entre os participantes, o MasterChef Brasil bateu recorde da quarta temporada na edição exibida ontem (20). O programa cravou 7,0 pontos na Grande São Paulo, passou 26 minutos na liderança (compartilhada com o Encontro com Bial) e outros 45 minutos na segunda posição, superando Record e SBT no horário. O programa foi marcado pela eliminação da tailandesa Yukontorn Tappabutt, a Yuko, que caiu nas graças do público devido ao seu jeito atrapalhado e sotaque carregado. Ontem, a aprendiz de chef se confundiu ao executar um PF tradicionalmente brasileiro, com arroz, feijão, farofa e ovo. Mesmo fora da competição, ela recebeu elogios dos jurados _Paola Carosella, inclusive, implorou para que Yuko abrisse um restaurante tailandês no Brasil.
Compartilhar Facebook Compartilhar Twitter

Link direto:

Efeito Trump

REDAÇÃO - Publicado em 21/06/2017, às 06h18

Reprodução/CBS

Stephen Colbert em talk show da CBS; audiência subiu após eleição de Trump - Reprodução/CBS

Stephen Colbert em talk show da CBS; audiência subiu após eleição de Trump

Nos Estados Unidos, as séries de TV não são mais prioridades para os anunciantes. De acordo com reportagem da Variety, programas matutinos e talk shows são os novos queridinhos das empresas que querem veicular propagandas nas quatro grandes redes do país (CBS, NBC, ABC e Fox). Esse movimento é maior do que nos anos anteriores por causa da alta dos programas, que surfam na onda da boa audiência por abordar diariamente as notícias do governo polêmico de Donald Trump, o presidente norte-americano. Normalmente, as cotas comerciais das séries do horário nobre esgotam primeiro e só depois os anunciantes partem para outras faixas da programação. O crescimento na audiência e o preço baixo são os principais motivos que estão levando as empresas para a parte da manhã e fim de noite. 
Compartilhar Facebook Compartilhar Twitter

Link direto:

Filhote de Supernatural

REDAÇÃO - Publicado em 20/06/2017, às 16h01

Divulgação/The CW

Kim Rhodes interpreta a xerife Jody Mills em Supernatural; série derivada no forno - Divulgação/The CW

Kim Rhodes interpreta a xerife Jody Mills em Supernatural; série derivada no forno

O canal The CW pretende desenvolver uma série derivada de Supernatural, a mais duradoura da rede. Intitulada de Wayward Sisters, o piloto da atração será apresentado como um episódio da 13ª temporada do drama, que estreia nos Estados Unidos em 12 de outubro. O capítulo contará a história de um grupo de mulheres que ficaram órfãs após serem vítimas de tragédias sobrenaturais. A protagonista será a xerife Jody Mills, interpretada por Kim Rhodes, personagem já conhecida e querida pelos fãs de Supernatural. Sob a tutela de Mills, as mulheres formaram uma equipe que lutará contra monstros, entidades sobrenaturais e afins. Essa é a segunda tentativa dos produtores da série de emplacar um spin-off. Na nona temporada, o episódio Bloodlines foi projetado para virar uma série, com personagens novos, mas não vingou. O projeto de Wayward Sisters surgiu de um pedido dos fãs, que há dois anos clamam na internet por uma trama que valorize as personagens femininas de Supernatural _já que a série tem apenas homens como integrantes do elenco fixo.
Compartilhar Facebook Compartilhar Twitter

Link direto:

+ Lidas

Redes sociais

Últimas notícias

Click Click